Muito além da folia do Carnaval

Content is available only in Portuguese. For more information contact us at feambra@feambra.org
31- Janeiro - 2018

Muito além da folia do Carnaval

 

 

Chegando o Carnaval, muitas pessoas pegam a estrada e vão para a folia. Mas, para você que prefere passar um feriado mais calmo, a Feambra preparou algumas boas opções para tirá-lo de casa.

1. “Exposição Renato Russo” 

Exclusivamente feita do acervo pessoal deste ícone do rock nacional, a exposição “Renato Russo” permite mergulhar no universo do artista por meio de: fotografias, manuscritos, instrumentos musicais, etc. Destacando-se também a sua produção de desenhos, pinturas e projetos relacionados ao teatro e cinema.

Local: MIS – SP, ingressos de R$ 3,00 a R$ 6,00, às terças-feiras entrada gratuita.

Outras informações: MIS 


2. “Observatório Nacional – 190 Anos: Uma Viagem No Tempo e No Espaço”

Comemorativa aos seus 190 anos, o Observatório Nacional criado por D. Pedro I, e pioneiro na ciência brasileira, apresenta-se em uma mostra, composta de marcos institucionais ao longo de sua história. Na exposição também é possível ver as pesquisas realizadas atualmente, que projetam o Observatório Nacional como referência mundial nas áreas de astronomia, geofísica e metrologia em tempo e frequência.


Local: Museu Histórico Nacional - RJ, ingressos de R$ 5,00 a R$ 10,00; aos domingos entrada gratuita.

Outras informações: Museu Histórico Nacional

 

 

3. “Feito Poeira Ao Vento: Fotografia Coleção MAR – Museu De Arte do Rio de Janeiro”

Considerada uma significativa coleção de fotografia brasileira, pontuada pela presença de alguns artistas de outras partes do mundo, a Coleção MAR reúne fotografias de naturezas diversas, produzidas desde fins do século XIX aos dias atuais. 

Local: MAR - RJ, ingressos de R$ 20,00 a R$ 10,00; às terças-feiras, gratuita.

Outras informações:Museu de Arte do Rio

 

 

4. “AYA e o Seu Mundo de Inteligências Artificiais Criativas” 

      Elaborada em colaboração com a IBM, e treinada para conseguir responder às dúvidas mais comuns sobre Inteligência Artificial. A exposição AYA estará em constante aprendizado e aprenderá com o público a partir dos questionamentos feitos. 

Os visitantes terão a oportunidade de entender na prática como funciona o processo de treinamento de uma IA – Inteligência Artificial, e como podem trabalhar em colaboração com os seres humanos, por meio de ferramentas capazes de ler expressões faciais, compor músicas de acordo com o gosto de cada um, e trabalhar na criação de pinturas abstratas, por exemplo.

Local: Museu do Amanhã - RJ, ingressos de R$ 20,00 a R$ 10,00; às terças-feiras, gratuita.

Obs.: O Museu do Amanhã fechará entre os dias 10 e 14 de fevereiro. Portanto, no Carnaval, ela só ocorrerá nos dias 9, 15,16 e 17.

Outras informações: Museu do Amanhã

 

 

5. “Exposição Permanente: Villa Lobos”

Idealizado por Arminda Neves, segunda esposa de Villa Lobos, o Museu Villa Lobos é criado oficialmente em 22/6/1960, com o propósito de preservar e dar continuidade ao legado do compositor, por meio de partituras, documentos e objetos pessoais.

Villa Lobos foi um grande artista, que em vida foi considerado o maior compositor das Américas, além de ser o reformulador do conceito musical brasileiro.

Local: Museu Villa Lobos - RJ, entrada gratuita.

Obs.: O Museu Villa Lobos fechará entre os dias 10 e 14 de fevereiro. Portanto, no Carnaval, ela só ocorrerá nos dias 9, 15,16 e 17.

Outras informações: Museu Vila Lobos

 

 

6. “Os Seres São Vivos”

“Como pode ainda funcionar a vida na terra? Os seres vivos se atacam e se transformam permanentemente, eu não sei como ainda estão vivos.'  Intrigado com este questionamento, o fotógrafo Celso Oliveira convida para um ambiente imersivo por meio de suas fotografias realizadas no Rio Cocó, localizado no litoral do Ceará, além de Maciço do Baturité e o Parque Nacional dos Lençóis, ambos no Maranhão.

Local: Dragão Do Mar Centro de Arte e Cultura – CE, gratuidade de terça à domingo.

Outras informações: Dragão do Mar 

 

 

7. “Peixe e Gente: Das Práticas e Das Armadilhas de Pesca”

A exposição “Peixe e Gente: Das Práticas e Das Armadilhas de Pesca” conta histórias do engenho e do imaginário de um povo que vive no Alto Rio Negro. A expografia da exposição é ambientada no cotidiano de pesca destas pessoas, por meio de tendas, instrumentos e cerimoniais. Para tanto, foram convidados hábeis engenheiros que vivem nas margens do rio Tiquié, conhecedores dos segredos da floresta, dos peixes e da pesca, exímios artífices, construtores das armadilhas de pesca que prepararam com esmero, usando cipós e talas de paxiúbas e zarabatanas.

Local: MUSA – Museu da Amazônia (AM), diariamente (exceto às quartas-feiras), entrada a partir de R$ 20,00.

Outras informações: MUSA