Guia Feambra

Fique por Dentro – Junho/2013

Nesta edição:
 
Feambra entrevista o Prof. Carlos Brandão, coordenador da 23ª Conferência Geral do ICOM
Saiba mais sobre os preparativos para o maior encontro internacional de profissionais de museus, a ser realizado em agosto na cidade do Rio de Janeiro, pela primeira vez no Brasil

Feambra abre vagas para nova edição da Oficina da Escrita Possível
Depois do sucesso da primeira turma, uma nova oportunidade para conhecer ferramentas para melhorar a construção de textos começa no dia 18 de junho

Programe-se para participar do 5º Encontro Paulista de Museus de 19 a 21 de junho
A participação da comunidade na causa dos museus será o tema da conferência de Janet Vitmayer, diretora do Horniman Museum de Londres e do Arts Council England

 

Feambra entrevista o Prof. Carlos Brandão, coordenador da 23ª Conferência Geral do ICOM

No mês de agosto, a cidade do Rio de Janeiro receberá, pela primeira vez em sua história, a 23ª Conferência Geral do Conselho Internacional de Museus (ICOM). Um dos maiores encontros entre profissionais da área museológica, a Conferência será palco para a troca de informações e experiências e também uma grande oportunidade de confirmar o Brasil como potência mundial do segmento museológico.

A Feambra conversou com o Prof. Carlos Brandão, responsável pela coordenação do ICOM Rio 2013, para entender um pouco mais sobre os objetivos do evento, as expectativas da organização, entre outros temas. Confira a entrevista abaixo.

Feambra: Esse é o primeiro ano em que o Brasil recebe a Conferência Geral do Conselho Internacional de Museus (ICOM). Qual é a expectativa de vocês com relação à organização e à realização do evento?

Carlos Brandão: A expectativa do Comitê Brasileiro do ICOM em receber pela primeira vez a Conferência Geral é enorme. O Brasil participa da entidade desde a reunião histórica de fundação do Conselho, realizada no Museu do Louvre, em agosto de 1946, anos antes de fundar o seu comitê nacional em janeiro de 1948. O ICOM sempre foi referência no Brasil quanto aos padrões éticos e técnicos que os museus devem adotar, porém, mais recentemente, o desenvolvimento de uma personalidade museológica brasileira tornou o país um polo de atração para profissionais filiados ao Conselho no mundo todo.

Esperamos forte participação de colegas da América Latina, em especial do Brasil, pois será uma oportunidade única de aperfeiçoamento profissional e de estreitar relações com colegas vindos de outras realidades.

F.:  Quais são os objetivos da Conferência? E qual será o tema central que norteará as atividades?

C.B.: O principal objetivo da 23ª Conferência Geral do ICOM é compartilhar experiências e boas práticas profissionais que possam ser transferidas a diferentes realidades. Além disso, também buscamos a promoção do networking, isto é, a implantação e o fortalecimento das ligações profissionais e pessoais entre os mais de 30 mil profissionais de museus, dos 140 países em que o ICOM está presente.

Para marcar o interesse do profissional de museus do Brasil e sua forte preocupação social, o tema escolhido para a Conferência será “Museus (Memória + Criatividade) = Mudança Social”, equação matemática também utilizada na 11ª Semana Nacional de Museus. Com isso, buscamos sinalizar a importância da preservação do patrimônio e da memória que, tratados com criatividade pelo museu, estimulam a mudança social nas comunidades em que estão inseridos.

F.: O que será contemplado na programação, ao longo dos sete dias de evento? Qual é a média e perfil de público que a organização espera receber?

C.B.: A Conferência do Rio pretende inaugurar uma nova geração de encontros trienais do ICOM, privilegiando discussões conceituais. Para materializar esta ideia, as reuniões de cunho mais burocrático (Assembleia Geral, Comitê Consultivo, Comitê Executivo, alianças regionais e comitês internacionais) serão concentradas no final de semana que antecede a Conferência – 10 e 11 de agosto – ou ao final do evento – dia 17 de agosto. 

Os dias 12, 13 e 14 serão dedicados às plenárias, que terão a participação de convidados internacionais de destaque na área dos museus e da memória, como Ulpiano  Menezes, Jorge Wagensberg, Jorge Melguizo e Mia Couto, e também às reuniões científicas organizadas pelos comitês e por outros corpos do ICOM. No dia 15 (quinta-feira), grande parte dos comitês promoverá reuniões nos museus do Rio, disseminando a Conferência pela cidade. Por fim, o dia 16 (sexta- feira) será dedicado às excursões pela cidade, privilegiando atrações culturais e museus. A programação noturna contemplará festas, recepções, entre outros eventos sociais.

Hoje, a dois meses da ICOM Rio 2013, já temos quase 1.500 inscritos, vindos de mais de 110 países. Esperamos cerca de 2.500 participantes, sendo que 2.000 devem vir do exterior.
 
 
 
Feambra abre vagas para nova edição da Oficina da Escrita Possível, que começa no dia 18 

Uma nova turma começará a se encontrar na sede da Feambra a partir do dia 18 de junho para aprimorar sua escrita, um grande diferencial e uma necessidade nos dias de hoje. Depois do sucesso da primeira edição da Oficina da Escrita Possível, ministrada pelo jornalista e professor Antonio Mafra, abre-se uma nova oportunidade para obter recursos para dinamizar o processo criativo na construção de textos e ampliar o vocabulário.

De acordo com o jornalista, todas as pessoas que se dispõem a escrever melhor e praticam essa arte conseguem resultados em pouco tempo. 

Na oficina promovida no Espaço Cultural Feambra, muitos temas relacionados a essa arte serão abordados, tais como ansiedade, compromisso/produção, pontuação/respiração, ampliação de repertório, criatividade, noções de registros (notícias, relatórios, crônicas, poesias) e breve histórico do texto jornalístico.

Se você se interessou em participar, entre em contato pelo e-mail feambra@feambra para garantir a sua vaga. Confira abaixo as informações sobre o curso:

Início das aulas: 18 de junho 2013, terça-feira
Duração: 4 aulas
Horários: terça-feira, das 18 às 20 horas
Investimento: 2x R$ 240,00
Endereço: Rua Estados Unidos, 1078 - Jd. América - São Paulo
Telefone: (11) 3085 4402
 
 
 
Programe-se para participar do 5º Encontro Paulista de Museus entre 19 e 21 de junho

Autoridades governamentais, gestores, profissionais de museus, pesquisadores, provedores de soluções e serviços e interessados em museologia estarão reunidos entre os dias 19 e 21 de junho no 5º Encontro Paulista de Museus.

Serão três dias de palestras, mesas-redondas, reuniões temáticas, com a proposta de debater as políticas públicas para as instituições museológicas e propiciar um espaço para ampliar a troca de experiências e a colaboração entre os museus paulistas. A realização do evento é da Secretaria de Estado da Cultura, executada pelo Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus e pela Organização Social de Cultura ACAM Portinari.

Entre os destaques, a conferência Museus e fortalecimento das relações sociais: como engajar a comunidade na causa dos museus, ministrada pela convidada internacional Janet Vitmayer, diretora do Horniman Museum de Londres e do Arts Council England, e contribuições temáticas para a elaboração da Política Estadual de Museus em áreas como Educação e Segurança do Patrimônio Museológico. A saudação de abertura será feita pelo secretário de Estado da Cultura, Marcelo Mattos Araújo.

Para fazer sua inscrição e para outras informações, acesse http://www.encontropaulistademuseus.org.br/

5º Encontro Paulista de Museus
Memorial da América Latina / Auditório Simon Bolivar
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
Cep:01156-001 - Barra Funda - São Paulo-SP
Entrada Portão 12 - Estacionamento Portão 15
Telefone: (11) 3823-4600