Em Foco

04- Dezembro - 2013

Google apresenta plataforma para acervos online ao Ibram

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) recebeu em Brasília (DF), no dia 20 de novembro, a visita de três representantes da multinacional Google no Brasil que apresentaram a plataforma Google Cultural Institute, que oferece ferramentas para que museus exibam seus acervos online.

O Google já fechou parcerias com centenas de museus, instituições culturais e acervos históricos de todo o mundo para hospedar online seus patrimônios culturais, e deu início a entendimentos com o Ibram como mesmo objetivo.

 “É uma ótima ferramenta que facilita o estudo da história da arte, da obra de arte em si, o estudo da conservação e possibilita a democratização do aceso à cultura”, disse o presidente após a reunião em Brasília. “Para o Ibram, é uma possibilidade de difusão muito interessante, mas que precisa ser analisada com muito critério, sob a luz das questões normativas do Instituto”.

A plataforma Google Cultural Institute foi apresentada ao presidente e diretores do Ibram, que oferece ferramentas para que museus exibam seus acervos online.

Com o objetivo de verificar as questões sensíveis na legislação brasileira relacionadas ao setor, como os direitos autorais e as obras nos museus, por exemplo, o Ibram pretende analisar as experiências já realizadas entre o Google e outras instituições para avaliar a possibilidade de também consolidar uma parceria.

Alguns museus já se encontram disponíveis para visitação na plataforma, entre eles estão: O Museu do Futebol, o Museu de Arte Moderna (MAM), a Pinacoteca do Estado de São Paulo, o Museu da Língua Portuguesa e outros.