Guia Feambra

Fique por Dentro – Março/2014

Museu da Gastronomia Brasileira pretende estudar pratos típicos de cada região

Itinerante, começou com culinária mineira e quer levar conhecimento sobre a gastronomia de uma região a outra

Fique por dentro de exposições em todo o mundo no blog e na fan page da WFFM

Feambra coordena divulgação de eventos e notícias de todos os associados da Federação Mundial de Amigos de Museus

Conheça o MARCO – Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul 
Mais novo associado da Feambra, instituição oferece cursos para adultos e crianças e abre sua biblioteca para o público

Museu da Gastronomia Brasileira pretende estudar pratos típicos de cada região

A Feambra conversou com seu novo associado, o Museu da Gastronomia Brasileira. Na entrevista, o presidente da instituição, Sérgio de Souza Costa, explica como surgiu a ideia de montar um museu sobre comidas tipicamente brasileiras. Confira alguns trechos:

Feambra: Como surgiu a ideia de um museu totalmente voltado à gastronomia brasileira?

Sérgio de Souza Costa: A ideia do Museu da Gastronomia Brasileira surgiu de nossas conversas com diversos lugares e estados do Brasil. O Sul não conhece pratos típicos da região Norte e vice-versa, como o Sudeste não conhece pratos típicos do Oeste e vice-versa.

Feambra: Como é realizada a escolha dos pratos?

Sérgio de Souza Costa: Estamos fazendo da seguinte maneira: começamos a fazer pratos típicos da região de Minas, com sua gastronomia extensa, e vamos desenvolvendo de outras regiões. Como os pratos estão sendo desenvolvidos por nós, estamos indo devagar porque o investimento é bastante grande.

Feambra: Existe alguma exposição especial para os meses em que sediaremos a Copa do Mundo?

Sérgio de Souza Costa: Como somos itinerantes, podemos combinar na Copa do Mundo algum lugar do Brasil. Faríamos uma planilha de custo e de pratos das regiões. 

Para ler a entrevista na íntegra e saber mais sobre o Museu da Gastronomia Brasileira, acesse AQUI

Fique por dentro de exposições em todo o mundo no blog e na fan page da WFFM

 

 

A Federação Mundial de Amigos de Museus (World Federation of Friends of Museums –WFFM) também está nas redes sociais, em um trabalho realizado pela Feambra. Com uma fan page no Facebook e um blog, o objetivo é chegar mais perto do público, reunindo em um mesmo espaço informações sobre exposições, obras de arte e toda e qualquer notícia de museus e deste segmento artístico, de todas as demais federações que fazem parte da WFFM.

Uma das exposições divulgadas no momento é a do brasileiro Ernesto Neto, em cartaz até 18 de maio no Museu Guggenheim Bilbao (Espanha). “The Body That Takes Me”, título da mostra, pretende despertar os cinco sentidos do homem.

Outro destaque é a instalação do americano Dan Graham no Metropolitan Museum of Art, em Nova York. Com o uso de espelhos, o pavilhão será transparente e reflexivo. Poderá ser visto entre 29 de abril e 2 de novembro.

Com quase 200 seguidores, a fan page é alimentada diariamente e tem como principal objetivo, neste primeiro semestre de 2014, engajar o maior número de pessoas possíveis, aumentando seus fãs e disseminando esse conteúdo para todos os apreciadores de arte e cultura.

Fique por dentro!

·         Blog: wffmblog.wordpress.com

·         Fan page: http://goo.gl/Mos1WN

 

Conheça o MARCO – Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul

Um dos mais recentes associados da Feambra, o MARCO – Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (http://marcovirtual.wordpress.com/interage com a comunidade de diversas formas, além das exposições. Leia breve entrevista com a presidente da Associação dos Amigos do MARCO, a AAMARC, Roberta Costa.

Feambra: O museu possui algum programa de voluntariado e/ou associação de amigos?

Roberta Costa: Sim, o MARCO – Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul possui a Associação dos Amigos do MARCO, a AAMARC (fundada em 2003).

Feambra: Quais as exposições disponíveis atualmente no museu?

Roberta Costa: A exposição “Salão de Arte de Mato Grosso do Sul”.

Feambra: O Marco disponibiliza cursos ao público?

Roberta Costa: Sim, Curso de Arte Contemporânea, Oficinas de Arte para crianças.

Feambra: A biblioteca do museu é aberta à população?

Roberta Costa: Sim, nossa biblioteca é composta por um acervo de  livros de arte,  é aberta ao público e no momento vamos revitalizá-la através de uma capacitação e uma adequação do seu espaço para otimizar seu uso e ampliar o seu público.

Feambra: Como artistas podem expor seus trabalhos no museu?

Roberta Costa: Eles se apresentam no museu e participam dos editais das exposições que se renovam a  cada 2 meses e são escolhidos pela curadoria do museu.

Feambra: Atualmente, qual o tamanho do acervo do museu?

Roberta Costa: Em torno de 1.500 obras, entre elas obras internacionais, nacionais e regionais.

Em breve, no mês de abril, outras informações sobre a AAMARC e sua atuação.