Em Foco

05- Julho - 2017

Clique, salve, compartilhe, acesse: Feambra apresenta algumas tecnologias usadas pelos museus

 

 

A tecnologia está cada vez mais presente nos museus, em inovações e muita interatividade para adultos e crianças. As ferramentas que revolucionam a maneira de o público ter experiências novas dentro dos espaços culturais reservam muitas surpresas e proporcionam uma forma mais rápida de acessar conteúdos, entender as histórias e os conceitos de cada obra, além de transmitir estímulos que permitem ver, sentir e pensar arte.

 

No Brasil, algumas instituições contam com esses avanços:

 

·         Pinacoteca do Estado de SP: em parceria com a IBM, foi criada uma exposição interativa denominada “A Voz da Arte”, que conta com ajuda do Watson (sistema que responde perguntas), informando os visitantes a respeito das obras expostas. Além disso, visitas virtuais podem ser realizadas pelo site. Possui aplicativo que divulga programação e tem áudio guia.

http://pinacoteca.org.br/

·         MASP: dispõe do aplicativo “Andar Escondido no MASP”, que leva o visitante a conhecer obras nunca expostas do arquivo do museu e transforma o seu vão livre em sala de exposição. É possível fazer um passeio virtual com seu sistema operacional.  

http://masp.art.br/masp2010/

·         Museu do Oratório (Ouro Preto - MG): oferece visitas virtuais pelo site.

http://museudooratorio.org.br/sobre/

·         MIS (São Paulo - SP): apresenta aplicativo desenvolvido que informa a programação e dispõe de áudio guia.

http://www.mis-sp.org.br/

·         MAM (São Paulo - SP): possui aplicativo repleto de obras de artistas nacionais, agenda de exposições, eventos e um quebra-cabeça com imagens de obras que foram selecionadas por Felipe Chaimovich, curador do museu.

http://mam.org.br/

·         Museu Casa de Portinari (Brodowski - SP): permite visitas virtuais pelo site.

https://www.museucasadeportinari.org.br/

 

O Museu del Prado, em Madri – Espanha, é um exemplo de museu internacional que possui canal no Youtube, com vídeo institucional, referências literárias, canções e orientações aos espectadores para viajar pelo museu, visitando suas principais salas, obras e coleções.

https://www.youtube.com/user/museodelprado

 

O “Acervo em Rede”, projeto do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), tem como desafio conectar os cidadãos aos bens culturais pela internet e apresenta cinco instituições que já possuem essa ferramenta de acervos virtuais, com portal que facilita o intercâmbio de informações e distribuição gratuita de sistema Informatizado de Gestão do Patrimônio Museológico. São eles:

 

·         Museu Imperial (Petrópolis - RJ)

http://www.museuimperial.gov.br/

·         Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro - RJ)

http://mnba.gov.br/portal/

·         Museu Castro Maya e Museu Histórico Nacional (Rio de Janeiro - RJ)

http://museuscastromaya.com.br/

·         Museu Lasar Segall (São Paulo - SP)

http://www.museusegall.org.br/

·         Museu Histórico Nacional (Rio de Janeiro - RJ)
http://mhn.museus.gov.br/