A mulher na arte – valorização esperada


Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Feambra destaca eventos com a presença de artistas mulheres femininas em diversos museus pelo Brasil. Confira as sugestões:

 

Museu do Diamante – Diamantina (MG)

 

- Ação educativa – No mês da mulher, visita mediada com enfoque em questões de gênero, seguida de atividade de expressão artística – de 12 a 31 de março

- XII Exposição de Orquídeas da Sociedade Orquidófila de Diamantina – de 15 a 17 de março

- Oficina: “O jogo das máscaras tradicionais da cultura popular brasileira”, ministrada pelo Prof. Dr. Rogério Lopes – 26 a 29 de março

- Reprise do espetáculo teatral "Olhos D’água", do Laboratório de Montagem Cênica da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM): Professor Flávio Rabelo. 

Outras informações: museudodiamante@museus.gov.br

 

MAST – Rio de Janeiro (RJ)

 

Diversas atrações – V Dia das Meninas, com o tema “Passado, Presente e Futuro: Pesquisadoras em Ação”

O Museu de Astronomia e Ciências Afins realiza a 5ª edição do Dia das Meninas, criado para incentivar as jovens a se interessar pelas ciências. Entre as atividades, bate-papos, observação do Sol e oficinas.

Data: 13 de março

Horário: a partir das 9 horas

Local: Rua General Bruce, 586 – São Cristóvão

Inscrições: (21) 3514-523

Vagas: 80

Outras informações: http://www.mast.br/pt-br/ultimas-noticias/dia-das-meninas-no-mast-passado,-presente-e-futuro.html

 

Livraria Martins Fontes – São Paulo (SP)

 

Curso: “Mulheres nas Artes através dos Tempos”
Em três aulas, tem como objetivo de expor as artistas que ficaram no anonimato ao longo da história. Organizador e professor: Walter Miranda – https://www.fwmartes.com.br

Data e horário: dias 7, 14 e 21 de março (quintas-feiras), das 14 às 17 horas

Local: Auditório da Livraria Martins Fontes – Av. Paulista, 509 – Metrô Brigadeiro

Inscrições até 6 de março pelo link https://www.sympla.com.br/mulheres-na-artes-atraves-dos-tempos__455490

Investimento: R$ 330

Vagas limitadas

 

Pinacoteca de Bauru – Bauru (SP)

 

30ª EXMARTE (Exposição, Mulher e Arte) apresenta “Gestos, Memórias e Lugares”, da artista visual Anny Lemos.

Até 10 de maio – Galeria “Angelina W. Messenberg”

Av. Nações Unidas, 8/9 – Bauru (SP)

@pinacotecabaurucasaponce

 

MASP – São Paulo (SP)

 

Exposição: “Djanira: A memória de seu povo”
A mostra inaugura a programação do ciclo “Histórias das mulheres, histórias feministas”, dedicado a artistas mulheres.

Data: Até 19 de maio

Horário: terça-feira, das 10 às 20 horas; quarta a domingo, das 10 às 18 horas; fecha às segundas.

Av. Paulista, 1578

Outras informações: https://masp.org.br/exposicoes

 

Curso: “Presença feminista: um panorama das mulheres artistas no Brasil dos anos 1960/70”, com Talita TrizoliMasp Escola

A proposta do curso é discutir “certas peculiaridades existentes na intersecção entre o campo da arte e o movimento feminista no cenário das artes visuais no Brasil dos anos 1960 e 70”. 
Data e horário: Serão quatro encontros, nos dias 14, 21, 28 e 29 de março de 2019, quintas e sextas-feiras, das 19 às 22 horas.
Investimento: R$ 520

Outras informações: https://masp.org.br/masp-escola

MAM SP – São Paulo (SP)

Exposição: “Passado/Futuro/Presente, Arte contemporânea brasileira no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo”
Colaboração entre o Phoenix Art Museum (Arizona – EUA) e o MAM. Seleção de 72 obras, fruto do trabalho conjunto da norte-americana Vanessa Davidson e do brasileiro Cauê Alves, os curadores. Entre as artistas participantes, neste mês de março dedicado às mulheres, destacamos Adriana Varejão, Beatriz Milhazes, Dora Longo Bahia, Leda Catunda, Rosângela Rennó, Anna Bella Geiger e Carmela Gross, ao lado de vários pintores.
Data: Até 28 de julho
Horário: Terça a domingo, das 10 horas às 17h30 (com permanência até as 18 horas)
Local: MAM SP - Parque Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3)
Entrada gratuita

Outras informações: http://mam.org.br/exposicao/passado-futuro-presente-arte-contemporanea-brasileira-no-museu-de-arte-moderna-de-sao-paulo/

Centro de Divulgação Científica e Cultural – CDCC - São Carlos (SP)

Exposição fotográfica "União e respeito às mulheres em imagens"
O projeto expõe o olhar de crianças de 12 anos e busca retratar “uma sociedade que valorize e respeite as mulheres e a amizade”, resultado de aulas de arte ministradas no 1º semestre de 2018, da Turma Intermediária 2 do Projeto Pequeno Cidadão da USP de São Carlos.

Data: Até 30 de março
Horário: segunda-feira, das 14 às 18 horas, terça a sexta-feira, das 8 às 18 horas, e sábado, das 9 às 12 horas

Local: Sala de Exposições do CDCC - Rua Nove de Julho, 1227 – Centro
http://www.cdcc.usp.br/

 

Museu Afro Brasil – São Paulo (SP)

 

Visita Temática “Mulheres Negras”

Durante o percurso pelos corredores do museu, os visitantes serão “instigados a refletir sobre a importância e a contribuição das mulheres enquanto artistas, escritoras, líderes religiosas, entre outras personagens fundamentais da história brasileira”.

Datas e horários:

8 de março – 13h30

9 de março – 14 horas

23 de março – 11 horas

Inscrições: http://www.museuafrobrasil.org.br/programacao-cultural/acoes-educativas

 

Oficina “Artistas Negras”

A proposta é “refletir sobre a materialidade e a poética presente na obra da artista Madalena Reinbolt”. Os participantes ainda serão convidados a produzir um bordado com base nas tramas, linhas e memórias que compõem as obras da artista, após a conversa.

Data e horário: 16 de março, às 15 horas.

Inscrições: http://www.museuafrobrasil.org.br/programacao-cultural/acoes-educativas

 

Homenagem à Ruth de Souza

O museu exibe em suas vitrines externas dez ampliações fotográficas da renomada atriz. Prestes a completar 98 anos, ela é considerada a primeira dama negra do teatro brasileiro. Segundo o museu, ela tem mais de cem participações em filmes, espetáculos teatrais, novelas, séries televisivas, e foi a primeira atriz brasileira a ser indicada a um prêmio internacional de cinema (concorreu ao prêmio de melhor atriz por “Sinhá Moça” – 1954, Festival de Veneza)